quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Incomum







"Ah meu bem, eu sou o que sou, mas finjo também.


É preciso mistério e provocação,
mostrar o que se deve e ocultar o que não.


Sou uma mulher incomum sim, mas veja que o comum está contido no "in". 


Há dias que serei cinza e em outros carmim".




(Carolina Salcides)

9 comentários:

Mara Melinni disse...

Adoro esses versos da Carolina Salcides... pq ela traduz de um jeito moderno...

Provocante, sem ser vulgar;
Direto, sem perder o encanto;
Curto, mas cheio de intensidade...

Beijos de mel!!

Bloguinho da Zizi disse...

Ah meu bem, e nos dias em que sou carmim, sou mais incomum ainda.

Beijinho Lena

✿ chica disse...

Intensas e lindas palavras!beijos,chica

Paty Michele disse...

Mulheres incomuns são raras...

marlene de goes disse...

ADORO PALAVRAS ASIM SOLTAS AO VENTO MANCHADAS DE CARMIM,MULHERES INCOMUNS
HOJE ROSAS,AMANHA LIRIOS DEPOIS JASMIM,QUEM SABE QUEM SÃO ELAS,?
EU NÃO SEI!!!TALVEZ SEJAM ESTRELAS
TALVEZ SÓ FLORES DE UM JARDIM!!!
PARA VOCE MINHA QUERIDA COM MUITO CARINHO MARLENE

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Lena.Muito bom.Somos a dualidade. Uma vez estamos bem, outras não. Caladas,outras falantes, oudadas e tímidas.
Tudo isso faz parte da natureza humana, da nossa personalidade tão única.
Um beijo grande, e excelente mês de agosto para você.
Fique com Deus.

Meire disse...

Estrelinha, belas palavras como todas as que escolhe para a gente ficar além das nuvens minha preciosa!
Incomum devem ser os dias em que somos cinzas, comum os que somos carmim. Amém!
bjks.

Aleatoriamente disse...

Que lindinha.
Lena gostei desse texto.

Beijinho amada

MARILENE disse...

Essa duplicidade faz o mistério. Podemos ser tantas, sem perder a essência, que é única.
Bjs.
(a imagem é lindíssima)