quarta-feira, 6 de abril de 2011

Tudo que puder








"Eu me dedico, mas não abdico. Ajoelho-me, mas não rastejo. Te entrego meu corpo, minha alma, meu tudo, todo meu melhor: meu amor, paixão e devoção. Tudo que puder. Como gueixa, como deusa, como mulher".



(Carolina Salcides)



2 comentários:

Claúdia Luz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kiro Menezes disse...

E sou feliz assim...

Uau! Amei ♥