quinta-feira, 7 de abril de 2011

De amor andamos todos precisados





“De amor andamos todos precisados, em dose tal que nos alegre,
nos reumanize, nos corrija, nos dê paciência e esperança,
força, capacidade de entender, perdoar,
ir para a frente.
Amor que seja navio, casa, coisa cintilante,
que nos vacine contra o feio, o errado, o triste, o mau,
o absurdo e o mais que estamos
vivendo ou presenciando.”



(Carlos Drummond de Andrade)


13 comentários:

Claúdia Luz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BLOG DO PROFEX disse...

De amor estamos sim, precisados.
Em doses homeopáticas, maciças, letais...
Curtindo muuuito seu blog. Abraços!

BLOG DO PROFEX disse...

De amor estamos sim, precisados.
Em doses homeopáticas, maciças, letais...
Curtindo muuuito seu blog. Abraços!

Leandro Ruiz disse...

Lena, de amor é o que mais necessitamos, mas verdadeiro...
O amor tudo transforma, tudo muda, tudo reconstrói!

www.eu-e-o-tempo.blogspot.com

Um grande abraço!

Jorge disse...

É Drummond.
Mas creio que mais necessitamos amar pois este sentimento deve vir de dentro para fora.

Jorge disse...

Creio que precisamos amar mais pois é um sentimento que vem de dentro para fora. O amor que necessitamos vem em consequência.

Um beijo, Coração!!!

Van disse...

Sempre prercisamos e sempre precisaremos, entãso vamos esbanjar amor

Beijos Lena querida!

ValeriaC disse...

Maravilhosas palavras... o Amor é mesmo Vital...a ser dado e recebido...
Minha amiga, tenha uma bela noite e beijos...
Valéria

wcastanheira disse...

Uma beleza optar por Drumond é não querer correr o risco de errar vc por este párola merece bjos, bjos e bjossssssssssssss

Kátia Tourinho disse...

É minha amiga, precisamos mesmo nos amar mais, assim,deixaremos de viver tantos horrores como o de hj no Rio.

Uma excelente noite repleta de muito amor

Bjs de luz

Poetisa (Helena) disse...

É verdade, precisamos muito de amor. Amor para compreender, amor para distrubuir.
Se tivéssemos mais amor no mundo, não aconteceria tanta tragédia, não teríamos tantos crimes, tanto terror. Não viveríamos na sombra do medo.

Eva disse...

Lena vim conhecer teu blog e agradecer a visitinha, obrigada pelas palavras de elogios tão bom saber quando gostam, obrigada amiga, amei também teu blog, a poesia do Drummond e essa imagem super inspiradora, fiquei com vontade de fazer para um cantinho lá de casa, beijos e seja super bem vinda, fiquei muito feliz com tua presença no blog, bjos e um final de semana bem feliz para vc.

Kiro Menezes disse...

Imortal!!!! Nos extasia... Me extasia ♥