segunda-feira, 30 de julho de 2012

Não que eu não acredite em maldade, só prefiro não passá-la adiante



“Eu engulo a seco tantas notícias, que ficam entaladas em minha garganta, mas prefiro fechar os olhos e lembrar um pouco de coisas que acrescentam. Durante todo tempo tanta maldade me cerca, mas prefiro que das minhas mãos só saiam auxílios. Sei que é impossível, por isso, não tenho a ilusão de apagar tudo que há de errado no mundo, mas tenho sim, a intenção de transmitir tudo o que há de bom em mim. Não é fácil, mas todos os dias tento renunciar meu lado impuro e embora essa atitude não traga um mundo melhor, aqui dentro já faz uma diferença danada”.


(Fernanda Gaona)


2 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

A nossa capacidade de fantasiar o mal é que o torna menos mal! Bjs

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Definitivamente a mudança no mundo começa por nós...
Seja abençoada e feliz!!!
Bjs de paz