domingo, 10 de junho de 2012

Nós, girassóis





“Gosto de imaginar na minha ludicidade poética que somos girassóis humanos, lindas, fartas, ensolaradas, pétalas sutis.

É da nossa natureza buscar a luz, e o chamado, intransferível, é tão vital que às vezes até nos tornamos contorcionistas diante das circunstâncias da vida só para nos voltarmos para ela.

E o miolo, bordado cheinho de sementes de amor e de lume, é o nosso coração”.



(Ana Jácomo)






Um comentário:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Sentimentos que aquecem a alma! Bjs e boa semana!