quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Quero muito e quero sem fim





"Quero o que não vejo.
Quero o que não entendo.
Quero muito e quero sem fim.


Não cresci pra viver mais ou menos, nasci com dois pares de asas, vou aonde eu me levar.

Por isso, não me venha com superfícies, nada raso me satisfaz.


Eu quero é o mergulho.
Entrar de roupa e tudo no infinito que é a vida".



 

E rezar, se ainda acreditar, pra sair ainda
bem melhor do outro lado de lá".




(Fernanda Mello) 

7 comentários:

Cristina Lira disse...

Quero o que não vejo, e quero sem fim, e como quero.
desejos bons pra sempre.
momentos bons pra sempre.


Bom demais passara qui e te ler.

Bjos no coração...

✿ chica disse...

LIndo,Lena!Bela escolha! beijos,chica

manuel marques disse...

Atrai-me o outro lado da vida, o outro lado do mar, alguma coisa perfeita...

Beijo meu.

mfc disse...

A vida é mesmo uma maravilha que vale a pena ser vivida!

Lilá(s) disse...

Lindo Lena! também quero continuar a acreditar, que tudo vale a pena...
Bjs

Meire disse...

Lindinha a imagem sweet Lenita!
Essa vida é um mar lindo e azul, basta sabermos como mergulhar nele.

Acho uma graça a maneira que vc colori as letras aqui, não sei se a intenção é esta, mas hj as estrofes estão parecendo várias nuvens, cada uma no seu canto, do seu formato, umas mais perto, outras mais distantes. Lindo isso!!!
Estrelinda, bjokitas recheadas de amor bem cristalino :)

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Lena. Eu também quero o mergulho na minha alma, no meu ser, com tamanha profundidade que fique tão difícil visualizar a superfície de mim mesma.
Um beijo grande, e fique com Deus!
Tenha um dia abençoado.