sábado, 11 de junho de 2011

A vida me ensinou






"A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher".




(Charles Chaplin)



9 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Já tinha lido este texto e acho sempre fabuloso. A vida é uma fonte inesgotável de aprendizagens! Bjs

Arnoldo Pimentel disse...

A vida nos ensina muitas coisas, e entre elas viver.Beijos.

Aleatoriamente disse...

A vida me ensinou a sempre amar, muito mais aqueles que não sabem amar.
Beijinho Lena.
Tenha um lindo final de semana.

Fernanda

manuel marques disse...

Avida me ensinou;"«Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti» parece um ponto de vista egoísta, mas é o único do género por onde se chega não ao egoísmo mas à relação humana."

Beijo meu

manuel marques disse...

Como é possível eu aqui tão longe sentir a sua felicidade?
Há descobri,também sou avô...

Abraço.

Van disse...

A vida ensina muito aos que querem aprender.

Bom final de semana Lena querida, mil beijos e afetos

Meire disse...

A Van disse tudo Lena, a vida ensina muita coisa, basta querermos. Maturidade implica em aprender as lições que ela tem a nos ensinar, por isso é que maturidade não tem nada a ver com idade, tem muita gente que já passou um bocado na vida, mas não aprendeu nada, não amadureceu, e isso é sempre uma pena.

bjokitas com um carinho além das nuvens. ;)

ONG ALERTA disse...

Este é perfeito, beijo Lisette.

Sonia Guzzi disse...

Podemos escolher aprender, ou decidir que podemos ensinar tudo. É a diferença entre ser feliz e sofrer tiranamente com nosso ego.
Gde abraço, em divina amizade.
Sonia Guzzi