segunda-feira, 13 de junho de 2011

Amor é sacrifício






"A experiência amorosa exige sacrifício.

Não se ama para ser recompensado. 

O amor é sua própria recompensa. (...)

É a experiência humana mais exigente; não é contrato, troca de favores, investimento, é entrega e compromisso.

Do ‘sacrifício’ de amar nasce a mais perfeita alegria.


Ninguém faz cara feia quando se sacrifica por amor.

Não se trata de anulação, subserviência de quem ama, trata-se da morte do ego, tarefa a ser feita até o último suspiro".




(Adélia Prado)



9 comentários:

♥♥♥Ani♥♥♥ - Cristal disse...

Boa tarde Lena querida


Concordo muito com esse pensamento da Adélia Prado...
O amor não tem que ser sacrifício.

Beijos e uma semana cheia de amor e paz.
Ani

♥♥♥Ani♥♥♥ - Cristal disse...

Boa tarde Lena querida


Concordo muito com esse pensamento da Adélia Prado...
O amor não tem que ser sacrifício.

Beijos e uma semana cheia de amor e paz.
Ani

Luar disse...

Lena

Obrigada pelo convite! Aqui estou e irei aos pouquinhos lendo seus sonhos!


"O amor é a sua própria recompensa".
Esta frase tudo diz, as suas escolhas são sempre impressionantes!

Beijinhos com muita Luz e Paz!

Meire disse...

Amorzinha, é como dizem "Amar é não exigir nada em troca." A gente se doa com o coração alegre e ele fica mais alegre ainda!!!!
Viver é um doar-se constante e se assim não for qual a graça da vida num é mesmo?!!!
Love you pra xuxu, bjokitas mil.
;)

Silvia disse...

Oi, Lena
é claro que aceitei o convite e vim conhecer o blog. E posso dizer que é lindo, com textos incríveis (terei de voltar para ler todos ) e que transmite muita paz e bem-estar. Adorei.
Abraço

MARILENE disse...

Não é sacrifício amar e tentar manter o sentimento, mesmo diante de necessárias concessões.

Bjs.

Ma Ferreira disse...

O que mais admiro Na Adélia prado eé a simplicidade com que escreve.
É de uma Lindeza só!!

Parabéns Leninha, pelo bom gosto em posta-la.

Um beijo!!
Ma

C. disse...

Ahh amiga, se é a morte do ego propriamente dito, então eu nao amo! hehehehe

Paty Michele disse...

Lendo isso, penso no meu filho. Aos olhos dos outros, sacrifícios; para mim, ser mãe!