domingo, 6 de março de 2011

Puro, revolto...




"O amor é dos suspiros a fumaça;
puro, é fogo que os olhos ameaça;
revolto, um mar de lágrimas de amantes...
Que mais será?
Loucura temperada, fel ingrato, doçura refinada".


(William Shakespeare)


P.S.: Registrado como comentário pelo Manuel Marques, do Blog Constancia.(vilapoema.), em um de meus posts aqui no "Além das Nuvens". Obrigada, meu amigo!

Um comentário:

Kiro Menezes disse...

Belíssimo...

Will... nunca cai de moda!!!

hehehe